sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Artigos: Penny Dreadful



Para conhecer a Revista Acadêmica Todas as Musas, acesse o link em:


Para mais informações, escreva para:
todasasmusas@gmail.com

Conheça também nosso INSTAGRAM

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Artigo: Da literatura para o cinema: elementos fantásticos em Os canibais



Resumo: Este artigo tem como propósito fundamental a análise comparada entre o conto Os canibais, de Álvaro do Carvalhal e o filme homônimo, de Manoel de Oliveira. Essa análise buscará identificar alguns elementos fantásticos presentes no conto e pensar o seu processo de transposição para o cinema, sobretudo com relação à imagem do autômato.

Para conhecer a Revista Acadêmica Todas as Musas, acesse o link em:


Para mais informações, escreva para:
todasasmusas@gmail.com

Conheça também nosso INSTAGRAM

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Artigo: Paródias do terror


ResumoEste artigo inicialmente define os conceitos de paródia, caricatura e estereótipo e, em seguida, apresenta uma descrição panorâmica e uma análise parcial de como a gênero do terror aparece parodiado na série de televisão mexicana El Chapulín Colorado, do comediante Roberto Gómez Bolaños, também conhecido como Chespirito.


Para conhecer a Revista Acadêmica Todas as Musas, acesse o link em:


Para mais informações, escreva para:
todasasmusas@gmail.com

Conheça também nosso INSTAGRAM


#editoratodasasmusas #todasasmusasnosinspiram #filmesdeterror#umdrinknoinferno #timburton #zumbi #atividadeparanormal#thesecretofkells #davidcronenberg #pennydreadful #zedocaixao#williamblake #meunamoradoeumzumbi #oestranhomundodezedocaixao

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Artigo: O Brasil em Trevas: o Estranho Mundo de Zé do Caixão


Resumo: Este trabalho pretende analisar a forma como o medo e o horror são trabalhados esteticamente na obra de José Mojica Marins, em especial, no filme “O Estranho Mundo de Zé do Caixão” com base na teoria do “estranho” de Freud. Procurar-se-á compreender quais as peculiaridades do “horror tupiniquim”, nomenclatura sugerida pelo próprio diretor José Mojica Marins e se há vinculações com seu momento histórico de produção, haja vista que o ano de 1968 foi um período emblemático para o quadro político e cultural brasileiro.



Para conhecer a Revista Acadêmica Todas as Musas, acesse o link em:


Para mais informações, escreva para:
todasasmusas@gmail.com

Conheça também nosso INSTAGRAM


Confira os artigos no site da Editora gratuitamente ou peça a sua edição impressa. 






quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Artigo: Ambiência e realismo das imagens técnicas na franquia Atividade Paranormal




Resumo: O artigo propõe uma discussão de aspectos estéticos dos usos da imagem na franquia Atividade Paranormal. A partir de autores como Alexandra Heller-Nicholas, Jonathan Crary, Philippe Dubois e Hans Ulrich Gumbrecht, busca-se problematizar o realismo desse cinema de horror contemporâneo. O objetivo é analisar as transformações nas produções por meio da exploração de artefatos diversos, como câmera de vídeo e de vigilância, webcam, celular, entre outros.
 
Para conhecer a Revista Acadêmica Todas as Musas, acesse o link em:


Para mais informações, escreva para:
todasasmusas@gmail.com

Conheça também nosso INSTAGRAM


Confira os artigos no site da Editora gratuitamente ou peça a sua edição impressa. 




quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Artigo: Apocalipse zumbi: da matança à integração


Resumo: Este artigo analisa os filmes: Meu namorado é um zumbi (EUA, 2013), de Jonathan Levine; e Todo mundo quase morto (EUA, 2004), de Edgar Wright, considerando os conceitos de “tradição” e “tradução”, conforme Stuart Hall, e “comunidade” e “individualidade”, discutidos por Zygmunt Bauman. No estudo, também serão usados os postulados de Linda Hutcheon sobre paródia, já que a representação do apocalipse zumbi, em ambos os filmes, está relacionada à integração, e não à aniquilação do outro.



Para conhecer a Revista Acadêmica Todas as Musas, acesse o link em:


Para mais informações, escreva para:
todasasmusas@gmail.com

Conheça também nosso INSTAGRAM


Confira os artigos no site da Editora gratuitamente ou peça a sua edição impressa.